Crônica “É tudo culpa da Física”, em Vida a Sete Chaves

Se você perdeu o emprego, culpe a Física. Se passou no vestibular, culpe a Física. Se roubaram seu carro, se ganhou na loteria, se levou uma bota do (a) namorado (a) ou ainda se casou, pode culpar a Física por tudo isso. E culpe também o tio Isaac Newton por tudo isso.

Foi o tio Newton quem disse que para toda ação existe uma reação.

Tá, na verdade ele estava falando era de força, vetores, módulos e direções, e pra ser bem sincera isso não tem muito a ver com o que acontece ou deixa de acontecer na sua vida. Por outro lado, tem, pois o princípio não muda, ou seja: uma força obrigatoriamente vai gerar outra.

Mesmo em situações muito subjetivas, a regra é mantida. Pense comigo: se alguém está se esforçando para conseguir um emprego, quando ele chegar vai ter que se esforçar para continuar nele. E o contrário também é verdadeiro: se a pessoa não se esforçar para atingir os resultados, vai ter que se esforçar para justificar sua permanência na empresa.

Num relacionamento, os dois precisam se esforçar para entender o outro lado, ou então se esforçarão para conseguirem outro (a) companheiro (a). E até mesmo quando alguém se esforça para roubar o seu carro, cria uma força da sua parte em comprar outro.

Tudo culpa da Física.

Se não fosse por ela, cada um de nós seria responsável pelos seus atos e, portanto, responsável pelas consequências também. Mas felizmente temos a Física e ela – e tão somente ela – é a culpada pelas coisas darem certo ou errado, por terem um início, meio e fim, por nada acontecer por um mero caso.

Então, já sabem: quando você plantar uma semente de tomate e dali alguns meses nascer um pé de tomate que mais adiante dará frutos que serão tomate, lembrem que é tudo culpa da Física.

**Publicado em 05/10/13, originalmente em Vida a Sete Chaves. Acesse mais posts clicando aqui **

Anúncios